Hospital Pequeno Príncipe: campanha de doação de IR pode fazer a diferença

Para auxiliar a instituição, maior hospital pediátrico do país, que deve ter um déficit de R$ 10 milhões por conta do coronavírus, é possível destinar até 6% do IRPF – a pagar ou a restituir. O prazo final é 30 de dezembro

Universo DOC 4 minutos

Folder

A pandemia do coronavírus trouxe desafios a todos os setores da sociedade. Na área da saúde, instituições filantrópicas como o Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba (PR), um dos mais completos centros pediátricos do Brasil, precisaram equilibrar as previsões negativas no orçamento com a necessidade de investimentos no enfrentamento à covid-19.

Referência nacional em procedimentos de média e alta complexidade em mais de 30 especialidades médicas, o Pequeno Príncipe, neste momento de enfrentamento ao coronavírus, registrou queda nas receitas, motivada pelo cancelamento de procedimentos eletivos, diminuição na taxa de ocupação de leitos e também na procura pelo atendimento nas emergências. Além disso, contabiliza-se o aumento das despesas, provocado pelo crescimento na compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) e pela alta de preços desses materiais. Diante desse quadro, estima-se um déficit de cerca de R$ 10 milhões em 2020 em função do desequilíbrio financeiro decorrente do enfrentamento à covid-19.

Mesmo com tantos obstáculos, médicos e colaboradores assumiram – como verdadeiros heróis – seus papéis na linha de frente nesta fase de cuidados e prevenção contra a covid-19. Até setembro de 2020, foram mais de 9 mil procedimentos cirúrgicos e 163 transplantes. “Em uma situação adversa, como a pandemia, percebemos o carinho e o compromisso das empresas e cidadãos com o trabalho da nossa instituição em prol de milhares de crianças e adolescentes. Nós nascemos para apoiar o desenvolvimento de uma infância saudável. É para isso que trabalhamos por mais de 100 anos e nos comprometemos a continuar pelos próximos 100. Para que isso seja possível, a destinação de parte do Imposto de Renda faz a diferença”, observa a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.

Destinação

Para que o Hospital mantenha suas rotinas em pleno funcionamento, a destinação de parte do IR, até o dia 30 de dezembro, é uma forma de apoio eficaz e essencial. Pessoas físicas que declaram seu Imposto de Renda, via formulário completo, podem fazer a doação de até 6% aos projetos da instituição.

A destinação pode ser feita de forma fácil e sem custos, e não importa se o cidadão tem imposto a pagar ou a restituir. Caso tenha IR a pagar, o valor doado para a instituição será subtraído da quantia a ser paga. Já para o IR a restituir, o valor doado será somado à restituição que ele tem a receber e também é corrigido pela Taxa Selic.

Para saber o valor que pode ser destinado, o cidadão pode calcular 6% do item “Imposto de Renda Devido” com base no último recibo de entrega da declaração ou fazer uma simulação diretamente no site www.doepequenoprincipe.org.br, que também traz o passo a passo para quem deseja contribuir e tirar todas as dúvidas sobre o assunto. Depois, basta solicitar o boleto por meio do preenchimento do formulário disponível no mesmo site e fazer o pagamento até o dia 30 de dezembro.

O Pequeno Príncipe utiliza a modalidade de Renúncia Fiscal há cerca de 15 anos. A instituição tem diversos projetos aprovados com os Fundos para Infância e Adolescência, todos monitorados pelos Conselhos de Direito e pelo Tribunal de Contas (responsáveis pela auditoria, acompanhando a utilização de recursos e fiscalizando a prestação de contas). No Brasil, apenas 2,05% do potencial de doação da população foi destinado para instituições filantrópicas. Mais de R$ 7,5 bilhões, que poderiam ser utilizados via Renúncia Fiscal, deixaram, por exemplo, de impactar o cenário da saúde no Brasil.

Para mais informações, acesse doepequenoprincipe.org.br ou entre em contato pelos telefones  (41) 2108-3886 ou (41) 99962-4461.

Compartilhe
x

Revista DOC nova edição

100% gratuita

Faça seu download